Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

United Airlines demite 825 funcionários

A UAL Corp., controladora da United Airlines, anunciou que vai demitir 825 funcionários nos setores de atendimento ao cliente, pista e pessoal interno de aeroportos. A decisão faz parte dos planos de corte de custos da companhia para sair da concordata. A porta-voz da United, Jean Medina, disse que a iniciativa faz parte do plano da companhia para sair da concordata e representa uma tentativa de adequar as contas "às necessidades dos negócios em meio a aproximação da baixa temporada no segmento". A empresa poderá chamar de volta alguns dos funcionários dispensados em períodos de maior movimento, disse a porta-voz. Os cortes vão afetar 18 aeroportos nos EUA, incluindo 210 trabalhadores apenas em Denver. Os trabalhadores do Aeroporto Internacional de Denver, o segundo maior terminal da United depois de Chicago, foram notificados hoje. A medida será efetivada no início do próximo mês. A companhia aérea está negociando com sindicatos dos trabalhadores para conseguir redução salarial e de benefícios além de melhora na produtividade com o objetivo de economizar US$ 725 milhões ao ano. A United emprega 61.800 pessoas em todo o mundo. A companhia pediu concordata dois anos atrás e já respondeu por US$ 9 bilhões em prejuízo desde o final de 2000. As informações são da agência Dow Jones.

Agencia Estado,

03 de dezembro de 2004 | 18h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.