coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

United Airlines pede garantias de US$ 2 bi aos EUA

A United Airlines entrou com pedido de garantia de crédito federal de US$ 2 bilhões junto ao Air Transportation Stabilization Board (Conselho de Estabilização do Transporte Aéreo), dos quais US$ 1,8 bilhão seria garantido pelo conselho. Em comunicado, a companhia informou que "as garantias" foram criadas para ajudar as operadoras aéreas logo após os atentados de 11 de setembro. A United disse que agora está "sobrecarregada por necessidades de financiamento de curto prazo", com seu acesso ao mercado de capitais "severamente restrito". Na última semana, a empresa disse que a proposta de participação dos funcionários assalariados e pilotos em seu plano de recuperação financeira pode resultar em economia de cerca de US$ 950 milhões nos próximos três anos. Na sexta-feira, a proposta da United de cortar os salários de seus comissários de bordo foi rejeitada. A United perdeu mais de US$ 2 bilhões em 2001, e registrou prejuízo de US$ 510 milhões no 1º trimestre de 2002. No início deste mês, o US Airways Group entrou com pedido para obter garantias a um empréstimo de US$ 900 milhões a US$ 1 bilhão, e a American Trans Air Inc. disse que buscaria um empréstimo de US$ 165 milhões, totalmente securitizado.

Agencia Estado,

24 de junho de 2002 | 15h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.