Uruguai e Brasil discutem ampliação do comércio bilateral

Brasil e Uruguai começam agora um processo de discussão do desenvolvimento do comércio bilateral. Para debater o assunto, a Fiesp reunirá, na próxima terça-feira, os ministros uruguaios da Economia e Finanças, Danilo Astori, e da Indústria, Energia e Mineração, Jorge Lepra. Pelo governo brasileiro estarão presentes o ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau, o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Ivan Ramalho, e o vice-presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Armando Mariante.As relações comerciais entre os dois países podem evoluir, segundo os especialistas. No ano passado, o comércio dos dois países fechou em US$ 1,3 bilhão,com vantagem para o Brasil, superavitário em US$ 356 milhões. Para ampliar o comércio bilateral, nesta terça-feira, a partir das 10 horas, a Fiesp promoverá um encontro entre empresários brasileiros e uruguaios com representantes dos governos, para discutir as oportunidades de negócios entre Brasil e Uruguai.Após o encontro, ainda na Fiesp, será realizado um workshop sobre como investir no Uruguai, destacando as principais áreas em que o empresário precisa conhecer como: Call Centers e Serviços Financeiros, Assessoria Profissional nas áreas Jurídica, Econômica e Contábil, e noções de funcionamento dos Serviços Portuários e Zonas Francas.A Fiesp também realizará uma rodada de negócios com os empresários brasileiros e uruguaios, com objetivo de identificar as potencialidades dos dois países, para a realização de possíveis parcerias, acordos ou joint ventures.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.