US Airways pode operar com o Embraer 170, diz M.Lynch

O analista Ronald J. Epstein, do banco de investimentos Merrill Lynch, afirma em relatório que a US Airways está mais perto de iniciar as operações com os jatos ERJ-170 da Embraer. Isso porque a Associação de Pilotos dos EUA (Alpa, Air Line Pilots Association) poderá reavaliar sua posição sobre as normas de trabalho e pagamento de pilotos para a US Airways. O analista explica que a Alpa havia alegado que, como o ERJ-170 recebeu certificação para ter mais de 70 assentos, a tabela de pagamento para aviões de 70 lugares não se aplica ao avião. Um acordo anterior estabelecia que o pagamento da US Airways para jatos de 70 assentos seria semelhante ao da American Eagle para aviões de 70 assentos. Segundo a Aviation Daily, citada pelo analista, a Alpa pode agora concordar com essa tabela desde que sejam feitas algumas concessões em relação ao seguro saúde e outros benefícios para os pilotos. Segundo o analista, a US Airways ainda planeja iniciar as operações com o ERJ-170 em março em sua subsidiária Mid Atlantic Airways. Ele prevê que as entregas do ERJ-170 começaram no fim de fevereiro ou início de março e acredita que a US Airways responderá por dois a três jatos por mês. No total, ele estima que a Embraer entregará 155 aviões em 2004, dos quais 53 serão ERJ-170, 86 serão ERJ-145 e 16 serão jatos executivos Legacy. Epstein reiterou a recomendação de compra para os papéis de Embraer. O preço-alvo por ADR é projetado em US$ 37,50. Às 12h55 (de Brasília), o ADR estava sendo negociado em queda de 3,54%, para US$ 28,65.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.