U.S. Bancorp e United Tech têm aumento no lucro no 2º trimestre

Já a britânica GlaxoSmithKline, do setor farmacêutico, registrou queda nos ganhos no período 

Danielle Chaves, da Agência Estado,

21 de julho de 2010 | 09h17

O banco U.S. Bancorp e o conglomerado industrial United Technologies anunciaram nos EUA um aumento no lucro do segundo trimestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. No Reino Unido, porém, a empresa do setor farmacêutico GlaxoSmithKline informou que teve queda nos ganhos no período.

O lucro do banco U.S. Bancorp saltou 63%, para US$ 766 milhões (US$ 0,45 por ação), e superou as estimativas dos analistas ouvidos pela Thomson Reuters, que eram de US$ 0,38 por ação. No segundo trimestre de 2009 a instituição havia obtido lucro de US$ 471 milhões (US$ 0,12 por ação). A receita cresceu 8,7%, para US$ 4,52 bilhões. As provisões contra perdas com empréstimos caíram para US$ 1,14 bilhão, de US$ 1,4 bilhão um ano antes e US$ 1,31 bilhão no primeiro trimestre deste ano.

United Technologies registrou alta de 14% no lucro no segundo trimestre, para US$ 1,11 bilhão (US$ 1,20 por ação), de US$ 976 milhões (US$ 1,05 por ação) um ano antes. Na mesma base de comparação, a receita aumentou 5,3%, para US$ 13,89 bilhões. Os resultados ficaram acima da projeção dos analistas ouvidos pela Thomson Reuters de ganho de US$ 1,16 por ação e receita de US$ 13,56 bilhões. A companhia também informou que elevou sua previsão para ganhos neste ano de US$ 4,50 a US$ 4,65 por ação para entre US$ 4,60 e US$ 4,70 por ação.

Contrariando a tendência positiva, o lucro da britânica GlaxoSmithKline ficou abaixo do esperado, prejudicado pela concorrência de medicamentos genéricos e por um gasto com um processo judicial. O lucro da empresa no segundo trimestre - antes de uma grande reestruturação - caiu para 130 milhões de libras (US$ 198,3 milhões), de US$ 1,57 bilhão de libras um ano antes. Analistas esperavam lucro de US$ 1,40 bilhão de libras. Após a reestruturação, a empresa teve prejuízo de 304 milhões de libras. A receita subiu 4%, para 7,02 bilhões de libras e superou as projeções, que eram de 6,98 bilhões de libras. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.