Usiminas aprova emissão de até R$1 bilhão em debêntures

A Usiminas pode emitir até 1 bilhão de reais em debêntures no primeiro semestre de 2013, segundo decisão do conselho de administração da maior produtora de aços planos do país, divulgada no final da quarta-feira.

Reuters

29 de novembro de 2012 | 12h35

Segundo a companhia, a emissão "trata-se de uma operação financeira ordinária, no curso normal dos negócios".

As debêntures serão simples e não conversíveis em ações e terão vencimento de quatro e seis anos. O pagamento de juros será semestral e a quitação do principal será ao fim do quarto e sexto anos. A emissão teve aprovação por maioria e o conselheiro Lirio Albino Parisotto deu voto contrário.

A Usiminas encerrou setembro com dívida líquida de 4,13 bilhões de reais e caixa de 4,77 bilhões.

As ações da companhia exibiam alta de 2,3 por cento às 11h35. Enquanto isso, o Ibovespa mostrava valorização de cerca de 0,5 por cento, e a rival CSN avançava 5,5 por cento.

Mais cedo, entrevista do ministro da Fazenda, Guido Mantega, publicada em jornal informou que o governo vai prorrogar o Programa de Sustentação do Investimento (PSI) por mais um ano . O programa incentiva aquisições de bens de capital, incluindo máquinas e equipamentos e veículos comerciais, que utilizam aços planos.

Na reunião da véspera, o conselho da Usiminas também aprovou a extinção da Usiminas Portugal, conforme recomendação de comitê de auditoria. A empresa é localizada na Ilha da Madeira e tem como propósito deter os investimentos da companhia no exterior.

(Por Diogo Ferreira Gomes e Alberto Alerigi Jr.)

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIAUSIMINASDEBENTURES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.