Usiminas conclui venda de 30% de mineradora à Sumitomo

Joint venture inclui desenvolvimento de projeto integrado em Minas Gerais 

Agência Estado,

28 de setembro de 2010 | 08h19

A Usiminas informa que foram concluídas na segunda-feira, 27, as negociações e assinados os contratos definitivos referentes ao estabelecimento de uma joint venture com a Sumitomo Corporation. O negócio foi divulgado pela empresa em 30 de junho e o contratos assinados mantiveram as mesmas condições divulgadas naquela data.

Os contratos assinados estabelecem que o fechamento da operação deve ocorrer, em princípio, até o dia 15 de abril de 2011. "No entanto, a companhia espera que, antes de tal data, já tenham sido cumpridas todas as condições precedentes contratualmente previstas", informa o fato relevante.

A joint envolve o desenvolvimento de um projeto integrado de mineração que inclui a exploração e operação de ativos minerários na região de Serra Azul (MG), o desenvolvimento de atividades de logística relacionadas ao transporte de minério de ferro e a criação e elaboração de alternativas portuárias para exportação do minério produzido.

Como informado anteriormente, a Sumitomo deterá participação equivalente a 30% do capital votante e total da Mineração Usiminas S.A. (Musa), controlada pela Usiminas, para a qual foram, ou ainda serão, transferidos os ativos e passivos pertinentes à atividade minerária na região de Serra Azul (incluindo imóveis, direitos minerários e demais bens, direitos e obrigações relacionados), ações representativas de 49,9% do capital votante e 83,3% do capital total da Usiminas Participações e Logística (UPL), que, por sua vez, deterá a participação atualmente possuída pela Usiminas na MRS Logística. Também será transferido para esta empresa um terreno de propriedade da Usiminas em Itaguaí (RJ).

A Sumitomo pagará à Musa o valor equivalente a até US$ 1,929 bilhão, sendo US$ 1,350 bilhão à vista, na data do fechamento da operação, e até US$ 579 milhões à prazo e condicionados à ocorrência de eventos futuros relacionados ao incremento das atuais reservas de minério de ferro da Musa e à efetivação de alternativa portuária para a exportação do minério de ferro.

De acordo com a Usiminas, a efetivação da joint venture com a Sumitomo ainda está sujeita ao atendimento de determinadas condições usuais neste tipo de operação, dentre as quais a obtenção das autorizações governamentais necessárias.

Tudo o que sabemos sobre:
usiminassumitomomineradoravenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.