Usiminas investe para atender o setor de petróleo

O vice-presidente de Negócios da Usiminas, Sérgio Leite de Andrade, afirmou ontem o objetivo da empresa é, até 2015, processar metade do aço fabricado pela companhia. Atualmente, a siderúrgica processa 20% do aço que fabrica. Em palestra no seminário promovido pela Associação Brasileira de Metalurgia e Mineração (ABM), o executivo afirmou que a Usiminas tem planos de investir, até 2012, R$ 10 bilhões. Desse total, R$ 4 bilhões são exclusivamente para a ampliação de capacidade voltada à demanda da indústria de petróleo e gás. Ele citou como exemplo a nova linha de laminação a quente, que terá capacidade de produzir 2,3 milhões de toneladas de aço a partir de meados de 2011. E também a ampliação da produção de chapas grossas.

Mônica Ciarelli / RIO, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.