Usiminas investirá quase US$ 1 bi em pelotizadora

Com capacidade de cerca de 7,5 milhões de toneladas anuais, unidade atenderá usinas de Minas e São Paulo

Marcelo Portela,

29 de abril de 2011 | 01h38

A Usiminas deve investir quase US$ 1 bilhão na construção de uma pelotizadora em Minas Gerais. A unidade terá capacidade de produção de aproximadamente 7,5 milhões de toneladas anuais e vai atender as plantas da siderúrgica em Minas e São Paulo. O local de instalação não foi confirmado e o presidente da Usiminas, Wilson Brumer, confirmou ontem apenas que será em Minas Gerais.

Ele revelou que a empresa já analisa alguns municípios mineiros onde será instalada a nova planta, mas disse apenas que será em um local "atendendo a logística que nos permita fazer com que essa pelota chegue à planta de Ipatinga e também à planta de Cubatão. E certamente num triângulo próximo à nossa mina", afirmou, referindo-se à mina da companhia em Itatiaiuçu (MG).

Essa, de acordo com o executivo, é a "fase 1" de implantação da pelotizadora, que precede as análises econômicas. Mas Brumer adiantou que "números ainda muito preliminares" indicam que será necessário investimento de US$ 900 milhões a US$ 950 milhões.

"Estamos falando em um produto de mais valor agregado. Estamos concluindo ainda os fundamentos econômicos, perspectivas de preços. (Mas) estamos focando esse investimento numa taxa de retorno em torno de pelo menos 15%, fora as expectativas de crescimento de preço no mercado de pelota de minério", revelou, acrescentando que a construção é um desembolso adicional ao plano de investir R$ 4,1 bilhões até 2015.

O grupo anunciou ontem um lucro de R$ 16 milhões no primeiro trimestre, o que representou uma queda de 96% em relação aos R$ 375 milhões do mesmo período do ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.