Usiminas perde R$ 87 milhões no 2º trimestre

A Usiminas reverteu lucro apresentado no segundo trimestre do ano passado e fechou o período entre abril e junho deste ano um prejuízo líquido de R$ 87 milhões. As perdas mais do que dobraram na comparação com o trimestre imediatamente anterior. A receita líquida da siderúrgica mineira alcançou R$ 3,225 bilhões, um aumento de 6,6% na relação anual.

FERNANDA GUIMARÃES, O Estado de S.Paulo

31 de julho de 2012 | 03h11

A produção de aço bruto da Usiminas no segundo trimestre do ano atingiu 1,845 milhão de toneladas, queda de 0,7% em relação ao mesmo trimestre de 2011. Já as vendas de aço no intervalo entre abril e junho alcançaram 1,888 milhão de toneladas, um aumento de 19,3% na comparação com igual intervalo de 2011. Do total de vendas, 70,3% foram realizadas no País, enquanto 29,7% tiveram o mercado externo como destino.

Os investimentos da Usiminas no segundo trimestre do ano atingiram R$ 355,2 milhões, uma queda de 26,2% em relação a igual trimestre do ano passado. Em seu balanço, a Usiminas detalhou que do total investido no trimestre, 41% foram aplicados na siderurgia, 47% na mineração, 3% na transformação do aço e 9% em bens de capital.

Dívidas. O endividamento líquido da Usiminas ao fim do segundo trimestre do ano atingiu R$ 4,182 bilhões, um aumento de 6,1% em relação à dívida líquida registrada ao fim do primeiro trimestre do ano (R$ 3,941 bilhões). A dívida total da empresa em 30 de junho era de R$ 9,026 bilhões, aumento de 3% em relação a 31 de março de 2012.

A composição da dívida da empresa segundo trimestre por prazo de vencimento era de 21,5% no curto prazo e 78,5% no longo prazo. Já a composição por moeda representava 51,2% em moeda nacional e 48,8% em moeda estrangeira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.