Usiminas se torna também mineradora

A siderúrgica Usiminas prepara um pacote de investimentos de US$ 750 milhões para se tornar uma exportadora de minério de ferro a partir de 2013. Com a compra das quatro minas da J. Mendes, em Minas Gerais, a Usiminas pretende alcançar a auto-suficiência de minério e exportar até 9 milhões de toneladas por ano num prazo de cinco anos.Segundo o presidente da Usiminas, Rinaldo Campos Soares, as fusões do setor mineral e siderúrgico e a tendência de alta no preço do minério de ferro tornaram estratégico o investimento da companhia no setor de mineração. "Muita gente ofereceu minas para a Usiminas, mas apenas a J. Mendes tinha o tamanho que precisávamos para verticalizar a produção (incluindo da mineração à produção do aço)?, disse Soares. A venda da J. Mendes começou em fevereiro do ano passado, mas só em outubro a Usiminas entrou firme na negociação. Em dezembro, assinou um termo de exclusividade, desbancando a BHP Billiton e a ArcelorMittal.A Usiminas produz hoje cerca de 9 milhões de toneladas de aço e precisa de aproximadamente 13,5 milhões de toneladas de minério de ferro por ano. A empresa tem um plano de expansão que prevê o crescimento de mais 6 milhões de toneladas de aço. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.