finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Usinas de Jaú terão que cuidar da saúde de funcionários

Nove usinas de açúcar da região de Jaú, no interior de São Paulo, serão obrigadas a elaborar, no prazo de 120 dias, um plano de assistência médica, hospitalar, farmacêutica e social em benefício de seus trabalhadores, em cumprimento ao Plano de Assistência Social (PAS), previsto na Lei nº 4.870/65. A decisão foi proferida ontem pelo juiz federal substituto José Maurício Lourenço, da 1ª Vara Federal de Jaú, com o objetivo de obrigar produtores de cana, açúcar e álcool a aplicarem uma porcentagem da receita em benefício dos trabalhadores. A União Federal terá que fiscalizar, no mesmo prazo, a efetiva aplicação dos recursos destinados ao PAS.Segundo a Justiça, há vários anos os trabalhadores rurais da indústria canavieira encontram-se desprovidos de diversos direitos sociais reconhecidos pela Constituição Federal de 1988, aliado à inércia do Poder Público em tomar as medidas necessárias para a efetivação de tais direitos.A decisão é válida apenas para as usinas Della Coletta, Paraíso Bioenergia, Usina da Barra, filiais Dois Córregos e Diamante do Grupo Cosan, Central Paulista, Destilaria Grizzo, Agre Agroindústria e Santa Cândida. Foi estipulada multa diária no valor de R$ 10 mil em caso de descumprimento da decisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.