Usinas estão prontas para vender energia

O setor sucroalcooleiro aposta que o ano de 2008 será crucial para expandir a venda de um novo produto: a bioeletricidade. O parque gerador sucroalcooleiro tem um potencial de 4,2 mil MW de capacidade. São 64 empreendimentos aptos à geração de energia. A maior parte deverá entrar no leilão de energia produzida a partir da biomassa. O problema é o preço. Para Antonio de Pádua Rodrigues, diretor técnico da Unica - associação do setor - R$ 140 por megawatt/hora remunera apenas os projetos novos com tecnologia mais moderna de aproveitamento da cogeração. As usinas antigas ficariam de fora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.