Usineiro acusado de fraudar INSS em R$ 300 milhões é solto

O usineiro Nelson Afif Cury, dono de três usinas de álcool no interior paulista, preso desde 29 de maio por fraudar o INSS em mais de R$ 300 milhões, foi solto na noite de terça-feira após obter habeas-corpus da 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), de Brasília. O processo continua tramitando na Justiça.Cury foi detido ao pedir uma audiência com o juiz federal Paulo Ricardo Arena Filho, que havia decretado a prisão preventiva dele no dia anterior. Segundo um dos advogados de Cury, Renato Cruz, seu cliente não representa perigo no andamento do processo e por isso foi solto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.