Usineiro admite exagero no preço do álcool

O conselheiro da União da Agroindústria Canavieira (Unica), João Carlos Figueiredo Ferraz, afirmou hoje que o ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, tem razão em exigir que o setor sucroalcooleiro mantenha o preço do álcool hidratado no patamar de 60% do preço da gasolina e que este compromisso não vinha sendo cumprido pelos usineiros.Segundo ele, durante a reunião desta tarde da Unica ficou acertado que o preço do álcool voltará ao patamar combinado por meio de uma maior oferta do estoque. ?Como são mais de 350 usineiros que nós representamos, realmente alguns exageraram no aumento e foram repreendidos. Houve esse descontrole de nossa parte, mas, é claro, que houve também um aumento abusivo no preço praticado na bomba, que chega a R$ 1,70?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.