Vale acerta preço maior de minério de ferro com Arcelor

A mineradora Vale anunciou nestaquinta-feira que a ArcelorMittal se juntou a outros grandesclientes ao aceitar o reajuste de 65 por cento no preço dominério de ferro e de um prêmio pelo ferro vindo de Carajás,que tem qualidade mais alta. Outros clientes-chave da maior produtora mundial de minériode ferro e exportadora para a Ásia e a Europa já aceitarampagar entre 65 e 71 por cento a mais nos 12 meses a partir de1o de abril. O ferro de Carajás terá um prêmio de 0,0619 dólar portonelada métrica seca (dmt) para a Arcelor. Esse é o mesmoprêmio que a Vale acertou mais cedo com suas clienteseuropéias, a alemã ThyssenKrupp e a italiana Ilva, gerando umreajuste de 66 por cento. "Ainda existem alguns clientes de fora, mas os grandes jáaceitaram o aumento de preços", afirmou um porta-voz da Vale. A empresa afirmou que os preços para 2008 refletem acontinuidade da demanda excessiva no mercado global de minériode ferro. O aumento de 65 por cento tem como referência o minério deferro fino do Sistema Sul da Vale (SSF). Os clientes asiáticosaceitaram pagar 71 por cento a mais pelo minério da mina deCarajás, no Estado do Pará. Mesmo com um reajuste menor, as empresas européias vãopagar um pouco a mais pelo ferro de Carajás --1,406 dólar pordmt-- do que clientes sul-coreanos e japoneses, que pagarão1,2517 dólar por dmt. As mineradoras australianas Rio Tinto e BHP Billiton aindanão concluíram um acordo parecido com os seus clientesasiáticos. A Vale está em negociações para comprar a rival suíçaXstrata, um acordo que, dizem analistas, poderia superar os 90bilhões de dólares. O aumento do preço vai impulsionar o fluxode caixa para ajudar a financiar a possível aquisição. No ano passado, os preços do minério de ferro subiram 9,5por cento depois de um aumento de 19 por cento em 2006 e umsalto de 71,5 por cento em 2005. (Reportagem de Andrei Khalip)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.