Vale anuncia cancelamento de siderúrgica com Baosteel no ES

Mineradora brasileira diz que forte queda na produção mundial de aço decorrente da crise levou à decisão

Mônica Ciarelli, da Agência Estado,

16 de janeiro de 2009 | 14h25

A Vale informou nesta sexta-feira, 16, que cancelou a construção de uma siderúrgica no Espírito Santo (ES) em conjunto com a chinesa Baosteel. Em nota divulgada nesta tarde, a Vale revela que o cancelamento do projeto foi proposto pela companhia chinesa por conta da forte queda na produção mundial de aço decorrente do agravamento da crise econômica mundial. O projeto, que era conhecido como Companhia Siderúrgica Vitória (CSV), tinha sido programado para ter capacidade de 5 milhões de toneladas e gerar três mil empregos. A unidade estava orçada em US$ 5,5 bilhões.   Veja também: De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise    Em 2005, limitações ambientais, bem como dificuldades na utilização dos terrenos selecionados, já haviam levado a Vale e a Baosteel a desistir da implantação de um outro projeto siderúrgico no Brasil, no estado do Maranhão. Apesar da nova desistência, a mineradora brasileira reafirmou na nota que "continuará engajada no desenvolvimento e na viabilização de novas plantas siderúrgicas no Brasil".

Tudo o que sabemos sobre:
Crise FinanceiraVale

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.