Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Vale: aquisições são complemento à expansão orgânica

O diretor-financeiro e de Relações com Investidores da Vale, Fábio Barbosa, afirmou hoje que a companhia vê as aquisições como complemento ao crescimento orgânico (sem considerar compra de outras empresas) da mineradora. "Trata-se de uma complementação do projeto de nossa exposição ao mercado", disse, lembrando que, entre 2003 e 2007, a Vale entregou 23 grandes projetos na área de mineração e tem outros 32 a serem finalizados nos próximos cinco anos. A meta de investimento da mineradora até 2012 é de US$ 59 bilhões.O executivo afirmou, durante reunião com analistas, que as compras têm uma "natureza oportunística". "As aquisições de outras empresas dependem da vontade do vendedor e das circunstâncias do mercado. Não há controle absoluto sobre isso." Barbosa disse que, nos últimos anos, a Vale tem usado com sabedoria o mecanismo das compras e comemorou o fato de o mercado enxergar esse tipo de estratégia com outros olhos atualmente. "Até 2004, quando se mencionava aquisições, a reação era direta: as ações só caíam. Só pensava-se no aumento do endividamento da empresa. Hoje é interessante, pois percebemos que os investidores recebem a compra de outra forma. Não é mais pecado falar em aquisições."

TATIANA FREITAS, Agencia Estado

13 de junho de 2008 | 11h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.