Vale BSGR faz acordo com Libéria para escoar produção de Simandou

Subsidiária da companhia no país fará o desenvolvimento, financiamento, operação, manutenção e uso de nova ferrovia e porto

Agência Estado,

23 de agosto de 2010 | 08h13

A Vale informa ter fechado acordo com o governo da Libéria para desenvolvimento de um projeto de infraestrutura envolvendo ferrovia e porto. Pelos termos e condições a serem incluídos em acordo definitivo, a subsidiária no país da Vale BSGR, joint venture da mineradora brasileira com a BSG Resources, fará o desenvolvimento, financiamento, operação, manutenção e uso de nova ferrovia e porto.

Conforme comunicado da Vale, essa infraestrutura "tem como objetivo principal permitir o transshipment e exportação da Libéria de produtos de minério de ferro provenientes dos projetos de minério da Vale BSGR na área de Simandou, na Guiné. No final de abril, a Vale adquiriu uma participação de 51% na BSG Resources, que detém os direitos de exploração de Simandou, por US$ 2,5 bilhões.

O acordo com a Libéria, a ser ratificado pelo congresso nacional, prevê que, enquanto o projeto não estiver concluído, a Vale BSGR terá acesso à ferrovia e infraestrutura portuária existentes, bem como a obrigação de reconstruir a hidrelétrica Mount Coffee, no país. 

Tudo o que sabemos sobre:
valebsgrsimandoulibéria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.