Vale busca atrair investidores no Oriente Médio e Ásia--diretor

A mineradora brasileira Valeestá buscando atrair investidores de regiões com fortecrescimento econômico, como Oriente Médio e Ásia, disse nestasegunda-feira o diretor financeiro da empresa, Fábio Barbosa. "Queremos aumentar a base de investidores, diversificar...elevar o nosso perfil em outras regiões nas quais se observamaior crescimento das economias e onde empresas como a Valepodem ser interessantes", afirmou ele a jornalistas apósparticipar de seminário sobre a economia brasileira no Rio. Barbosa disse que recebeu na semana passada a visita derepresentantes do fundo soberano Qatar Investment Authority, dopaís árabe, e que tem conversado com profissionais deinvestimento em outros locais como Emirados Árabes (Abu Dhabi),Kuweit e China. "Fomos apresentar nosso programa de investimentos e areceptividade foi muito boa", afirmou, sem dar mais detalhessobre as conversas. "Fizemos outros contatos com regiões não usuais porque agente entende que há geração de riquezas no mundo, emparticular na Ásia e no Oriente Médio, e temos uma empresa querepresenta excelente oportunidade de investimento", acrescentouo diretor. Questionado sobre se a turbulência financeira atual estariaatrapalhando as negociações para a eventual compra damineradora anglo-suíça Xstrata, Barbosa afirmou que o mercadosabe diferenciar empresas. "A crise torna o mundo mais restritivo em geral, paraqualquer operação, mas cada caso é um caso, cada empresa é umcaso", afirmou. Segundo fontes, a Vale já teria estruturado uma linha definanciamento de aproximadamente 50 bilhões de dólares para apossível compra da Xstrata . Barbosa afirmou ainda que o plano de investimentos dacompanhia não vai ser alterado pela crise e que a relação deoferta e demanda atual, bastante apertada, continuaráestimulando o setor mineral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.