coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Vale: Caixa recebe 54% das adesões

Os Fundos da Caixa Econômica Federal para aplicação de recursos do FGTS na compra de ações da Companhia Vale do Rio Doce captaram R$ 1,5 bilhão. Foram 408 mil investidores. A Caixa ficou com 42% do volume de recursos do FGTS aplicados na operação e, somando-se todos os fundos (para FGTS, recursos próprios e migração de fundos da Petrobrás), a Caixa obteve 54% das adesões.Em relação à procura pelas ações da Petrobras, houve um crescimento de 80% no volume aplicado na Caixa nos Fundos da Vale. O BNDES fixou preço de R$ 57,28 por ação para os investidores institucionais. Já os trabalhadores que utilizaram recursos do seu FGTS e os investidores da oferta de varejo obtiveram um desconto de 5% sobre aquele preço, tendo o preço da ação sido fixado em R$ 54,42. Com apenas um dia após o leilão, o ganho com a ação da Vale ON já era superior a 10%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.