Vale confirma negociação para compra da Xstrata

Empresa informou ainda que também analisa outras opções envolvendo empresas do setor

Reuters,

21 de janeiro de 2008 | 12h52

A Vale anunciou nesta segunda-feira, 21, que tem mantido negociações para uma eventual aquisição da mineradora Xstrata, mas acrescentou que ainda não há qualquer definição sobre um possível acordo. "No contexto do processo de consolidação global da indústria de mineração, a Vale tem mantido entendimentos com a Xstrata Plc, os quais não chegaram, até o momento, a qualquer resultado concreto", informou um comunicado.   Ao comentar notícias de que estaria preparando a aquisição da Xstrata, a Vale informou ainda que também analisa outras opções envolvendo empresas do setor, igualmente sem qualquer resultado concreto até o momento. Segundo jornais brasileiros, o negócio visando a compra da anglo-suíça Xstrata poderia atingir até US$ 90 bilhões. Assim, no caso de a transação ser confirmada, seria a maior aquisição já feita por uma companhia do Brasil. Sem falar em valores, o comunicado da Vale confirmou ainda informações de jornais de que está buscando financiamento em bancos. "Nesse sentido, a Vale também tem discutido com instituições financeiras formas de apoio na eventualidade de se concretizar alguma das opções que estão sendo avaliadas." Segundo a mídia local, a Vale está negociando com o principal acionista da Xstrata, a trading Glencore, para que ela aceite até US$ 30 bilhões em ações, como parte do pagamento. O restante seria pago em dinheiro, segundo os jornais. A Glencore, que detém 34,6% da Xstrata, sinalizou que aceitaria a proposta, de acordo com o Valor Econômico. Entretanto, a Vale ressaltou uma postura de "prudência" no comunicado enviado ao mercado, afirmando ainda que qualquer decisão sobre "assuntos dessa natureza necessitará de aprovação de seus órgãos de administração...". "(...) A VALE tem presente que as condições correntes do mercado internacional de capitais representam um grande desafio no contexto de qualquer movimento estratégico de porte e, portanto, manterá a postura de prudência que tem caracterizado sua gestão ao longo dos anos."  Negociações   As ações da Xstrata chegaram a subir mais de 4% em Londres nesta segunda-feira, impulsionadas pelas especulações em torno das negociações. Mas, por volta das 12h25 (horário de Brasília), as ações da Xstrata caíam 4,41%, enquanto o índice FTSEurofirst 300 perdia mais de 4%. Já as ações da Vale caíam quase 7%, enquanto o índice Bovespa perdia mais de 5%. A Xstrata tem sido tema de aquisições por meses. Em dezembro, a empresa confirmou que manteve conversações sobre um possível negócio, mas acrescentou que nenhuma proposta foi feita. Maior produtora e exportadora de minério de ferro do mundo, a Vale está expandindo suas atividades de forma agressiva nos últimos anos, buscando diversificar seus negócios em outros metais.

Mais conteúdo sobre:
MineraçãoVale

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.