Vale e Petrobras puxam terceira queda seguida da Bovespa

Atingida por mais um desmanche deposições em papéis da Vale e da Petrobras, a Bolsa de Valoresde São Paulo emendou a terceira queda seguida nestaterça-feira. Depois de ter chegado a cair mais de 3 por cento no meio datarde, o Ibovespa reduziu parcialmente as perdas, fechando comdesvalorização de 2,17 por cento, aos 67.774 pontos. O girofinanceiro foi de 6,2 bilhões de reais. As grandes vilãs do dia foram as ações preferenciais daVale, desabando 4,1 por cento, para 48,62 reais, terceiro piordesempenho do índice. A mineradora anunciou pela manhã que fará uma ofertapublica de ações preferenciais e ordinárias, para captar até 15bilhões de dólares, confirmando rumores de mercado que jáhaviam feito o preço das ações caírem nas sessões anteriores. "O receio de que a companhia irá se endividar parafinanciar alguma grande aquisição foi usada como pretexto paraderrubar o preço das ações", disse Edson Roberto Marcellino,sócio-diretor da corretora Finabank. Papéis mais importantes do Ibovespa, as ações preferenciaisda Petrobras também pressionaram o índice, caindo 3,1 porcento, para 46 reais. Profissionais do mercado atribuíram o movimento a doisfatores. Um foi a queda do preço do petróleo para a faixa de131 dólares o barril. O outro foi investidores vendendo açõesda Petrobras para participar na oferta pública de ações da OGX. O dia foi negativo para a maior parte das ações, mas compeso destacado para papéis de bancos, de empresas ligadas aovarejo doméstico e ao agronegócio. As ações preferenciais doItaú caíram 3,4 por cento, a 35,50 reais; as preferenciais daLojas Renner perderam 3,16 por cento, para 36,22 reais. Sobrou até para quem divulgou notícia positiva. A CompanhiaSiderúrgica Nacional anunciou seu primeiro grande contrato delongo prazo de fornecimento de minério de ferro depois quevenceu disputa judicial com a Vale, mas não conseguiu impedirsuas ações ordinárias de caírem 3,1 por cento, a 75,30 reais. Para operadores, o mau humor foi lastreado em declaraçõesfeitas na segunda-feira à noite pelo chairman do FederalReserve, Ben Bernanke, reforçando o temor de que a alta dopetróleo crie pressões inflacionárias nos Estados Unidos. Os comentários foram interpretados como um sinal de que umciclo de aperto monetário no país está perto, mesmo diante deuma economia enfraquecida. Com tudo isso, as ações ordinárias da Nossa Caixa sedescolaram do conjunto do mercado, subindo 5,85 por cento, a44,72 reais. O banco está passando por avaliação e pode serincorporado nos próximos meses pelo Banco do Brasil .

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.