Vale fará nova proposta para compra da Caemi

A Vale do Rio Doce bate o martelo na próxima semana sobre uma nova proposta para a compra da Caemi. A discussão tomou corpo a partir das notícias de que a concorrente BHP teria feito uma proposta maior do que a apresentada pela Vale do Rio Doce. Como a diferença seria pequena, alguns sócios da mineradora acreditam que exista espaço para uma revisão do preço oferecido. Essa opinião é liderada pela Bradespar, Previ e InvestVale. O Opportunity e a Sweet River, no entanto, estariam contra esse aumento. O fiel da balança neste caso é a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), que apesar de estar saindo da Vale com a operação de descruzamento das participações acionárias entre as duas empresas, ainda faz parte do conselho de administração da empresa. A CSN é também a única companhia com poder de veto no conselho até que o descruzamento seja efetivado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.