Vale Inco muda de nome para Vale, com o intuito de alinhar operações

Mineradora adquiriu os ativos de níquel no Canadá em 2006, quando comprou a Inco Limited

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

28 de maio de 2010 | 09h34

A Vale Inco, a subsidária da Vale no Canadá, está mudando seu nome para Vale, somente, com o objetivo de se alinhar mais estreitamente com suas operações, disse a companhia. A Vale adquiriu os ativos de níquel no Canadá em 2006, quando comprou a Inco Limited. A implantação do novo nome irá ocorrer nas operações canadenses e globais durante as próximas semanas e meses.

O negócio mundial de níquel permanecerá baseado em Toronto, no Canadá, enquanto a companhia estiver no processo de investigação do projeto de níquel Goro, na Nova Caledônia, e do Onça Puma, no Brasil.

Os ativos canadenses incluem o complexo de mineração de Sudbury, Ontário, e da Baía de Voisey, que enfrentam greves desde julho de 2009. As operações de Sudbury da Vale produziram 43 mil toneladas de níquel em 2009, volume 49% menor que o registrado em 2008. A produção na mina na Baía de Voisey, no leste do Canadá, totalizou 40 mil toneladas no ano passado, queda de 43% em bases anuais. A Vale está perto de abrir uma nova mina em Totten, em Sudbury, naquele mesmo país. As informações são da Dow Jones.

 
Tudo o que sabemos sobre:
ValemineraçãoVale IncoCanadá

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.