Vale: obra de pelotizadora na Malásia começa em 2009

A construção de uma pelotizadora da Vale na Malásia deve ser iniciada em 2009, segundo o diretor de ferrosos da companhia, José Carlos Martins. Ele informou que a empresa está procurando um parceiro local para participar do empreendimento. "Temos interesse em atender a crescente demanda do Sudeste Asiático", disse.O executivo, que esteve presente na inauguração da terceira pelotizadora da Samarco, em Anchieta, no Espírito Santo, disse que a unidade da Malásia será o próximo projeto depois da pelotizadora em Omã, cuja construção deve ser iniciada ainda em 2008.De acordo com Martins, os projetos da Vale em pelotização não alteram os seus planos para a Samarco, companhia que controla junto com a BHP Billiton. "A demanda da siderurgia por pelotas está crescendo em todo o mundo", disse. Para ele, a questão a ser respondida neste mercado não é quantas pelotizadoras estão sendo construídas, mas quantas são necessárias.Sobre os projetos de siderurgia da Vale no Brasil, o executivo afirmou que estão caminhando "a passos largos". Um deles é a Companhia Siderúrgica Vitória (CSV), com a chinesa Baosteel, no Espírito Santo, que começará a ser construída em 2009. A parceria com a alemã Thyssen no Rio de Janeiro, batizada de Compania Siderúrgica do Atlântico (CSA), deve entrar em operação em março de 2009.Por sua vez, a usina no Pará, que ainda está em estudo, poderá ser feita pela Vale sem um grande parceiro. "Por enquanto, contamos com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e poderemos incluir investidores locais. O projeto pode sair mesmo sem a parceria de uma grande empresa", disse.OmãA pelotizadora que começará a ser construída pela Vale em Omã terá capacidade de produzir 10 milhões de toneladas de pelotas por ano, segundo Martins. A construção da usina, que já concluiu o estudo de viabilidade, deve ser iniciada ainda neste ano para atender à demanda do Oriente Médio. De acordo com Martins, o Conselho de Administração da Vale deve aprovar o projeto neste mês ou no próximo. Diferentemente de outros projetos da companhia, a pelotizadora em Omã será feita sem parceiros locais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.