coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Vale obtém liminar que protege ferrovia de invasões

A Companhia Vale do Rio Doce conseguiu na Justiça uma liminar que proíbe invasões e vandalismo na Estrada de Ferro Carajás, uma das principais ferrovias de escoamento da produção da mineradora. A liminar, concedida pelo juiz Arthur Pinheiro Chaves, da 1ª Vara de Marabá (PA), estabelece inclusive uma multa diária de R$ 100 para quem desrespeitar a ordem judicial.Ontem, um grupo de manifestantes do MST invadiu a Estrada de Ferro Carajás, na altura do distrito Vila dos Palmares II, no município de Parauapebas, mas não conseguiu paralisar os trens. Os integrantes do MST continuam acampados próximo à ferrovia, gerando um clima de insegurança.Em nota divulgada hoje, a Vale destaca que circulam na região informações de que o MST quer chamar a atenção para a divulgação do resultado do plebiscito que questionou o processo de privatização da Vale. O resultado será anunciado ainda hoje em Brasília.A pedido da Vale, o juiz autorizou por antecipação a requisição de reforço policial para impedir, se necessário, uma invasão a ferrovia.

MÔNICA CIARELLI, Agencia Estado

08 de outubro de 2007 | 17h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.