finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Vale pode fazer oferta pela Rio Tinto, diz ''''FT''''

A Companhia Vale do Rio Doce pode fazer uma oferta pela rival anglo-australiana Rio Tinto, segundo o jornal britânico Financial Times. A Rio Tinto já recebeu recentemente uma proposta de compra feita pela também anglo-australiana BHP Billiton, a maior mineradora do mundo. A oferta da BHP, toda em troca de ações, avalia a Rio Tinto em mais de US$ 140 bilhões. A proposta, porém, foi rejeitada pela direção da Rio Tinto, que a considerou baixa.A Vale não comentou a notícia do jornal britânico. Mas essa não é a primeira vez que o nome da empresa é associado à compra da Rio Tinto. Em setembro, os rumores no mercado eram de que a Vale se associaria à própria BHP para comprar a Rio Tinto - que depois seria dividida, nos moldes da operação de compra do banco ABN Amro pelo espanhol Santander, o belga-holandês Fortis e o britânico RBS.A notícia da oferta da BHP pela Rio Tinto vem provocando fortes reações no mercado mundial. Uma empresa formada pela fusão entre os dois grupos transformaria o mercado mundial de minério de ferro praticamente em um duopólio - juntamente com a Vale, essas empresas controlariam cerca de 80% do mercado mundial.Por isso mesmo, as siderúrgicas, principais clientes das mineradoras, vêm tomando posições contrárias a um eventual acordo. Esta semana, o Instituto Internacional de Ferro e Aço (IISI, na sigla em inglês), que representa cerca de 180 empresas siderúrgicas do todo o mundo, informou ter encaminhado um pedido formal a todas as autoridades de defesa da concorrência relevantes para que revejam a proposta de aliança entre as duas companhias. Apesar de todas as preocupações, a Rio Tinto não parece estar disposta a ceder aos avanços da BHP. Uma das alternativas da empresa para tornar a oferta da BHP sem valor seria se unir à Anglo American, a quarta maior mineradora do mundo. Uma outra alternativa, citada pelo jornal Wall Street Journal, seria fazer uma contraproposta pela própria BHP, uma manobra conhecida como "defesa Pac-Man". AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

O Estadao de S.Paulo

23 de novembro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.