Vale tem lucro recorde de R$ 10,4 bilhões

A Companhia Vale do Rio Doce, líder mundial no mercado de minério de ferro, bateu novo recorde operacional e financeiro, pelo terceiro ano consecutivo, e registrou em 2005 lucro líquido de R$ 10,443 bilhões. Embalada pelo reajuste de 71,5% no preço internacional do minério no início do ano passado - um aumento sem precedentes cuja negociação no mercado foi capitaneada pela própria Vale - e pela forte elevação da produção, a mineradora obteve o segundo melhor resultado entre todas as empresas nacionais. De acordo com os balanços divulgados até agora, ficou atrás somente da Petrobras, que obteve o lucro imbatível de R$ 23,7 bilhões.O resultado da Vale foi 61,7% superior aos R$ 6,43 bilhões de lucro de 2004, que já representavam 43,3% a mais do que o resultado de 2003. O lucro de 2005 é o maior já registrado por empresas privadas na América Latina, segundo ranking elaborado pela Economática. A consultoria converteu a dólares os resultados já anunciados de companhias estatais e privadas de capital aberto do Brasil, Argentina, México, Venezuela, Colômbia, Chile e Peru, desde 1996.A mineradora desponta como a que melhor remunera seus investidores. De 2001 a 2005, distribuiu aos acionistas R$ 11,4 bilhões em dividendos e juros sobre o capital próprio. Somente no ano passado, os acionistas receberam R$ 3,1 bilhões, o equivalente a R$ 2,68 por ação, outro recorde alcançado pela companhia, que há cerca de dois anos mudou sua forma de remuneração, passando a distribuir dividendos sobre o exercício ano em curso.Para 2006, a diretoria executiva submeterá ao conselho de administração proposta para pagamento de remuneração mínima ao acionista no valor de US$ 1,3 bilhão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.