Vale, Xstrata e Glencore revisam proposta de aquisição--fonte

As mineradoras Vale eXstrata, juntamente com a trading Glencore, principalinvestidora da mineradora anglo-suíça, estão trabalhando emnovas propostas para o plano de aquisição da Xstrata após ofracasso de reuniões ocorridas no Brasil na semana passada,informou uma fonte familiar ao assunto na segunda-feira. "As idéias estão sendo trabalhadas para verificar se há umnovo modo de olhar as coisas", disse a fonte. "Há disposiçãodos três lados para se encontrar um caminho." O preço que a mineradora brasileira Vale ofereceria pelaXstrata ainda era um empecilho nas negociações, assim como umadisputa entre a Glencore e a Vale por direitos decomercialização de produtos, segundo a fonte. Fontes disseram anteriormente que a Glencore havia exigidoum acordo de 10 anos para vender a produção da nova empresa,com exceção do minério de ferro. A Vale, no entanto, estariapreparada para garantir apenas um acordo de 5 anos, queexcluiria minério de ferro e níquel. No final da semana passada, os diretores-executivos daXstrata, Mick Davis, e da Glencore, Ivan Glasenberg,encontraram-se no Brasil com Roger Agnelli, presidente da Vale. No mesmo período, as ações da Xstrata subiram em Londres,diante de comentários sobre uma possível finalização do acordo.As ações da Xstrata caíram 3 por cento na segunda-feira, já quenão foi comunicado nenhum progresso no processo de aquisição. As ações da Vale recuaram neste mês, seguindo o movimentode baixa nos mercados financeiros, ao contrário dos papéis daXstrata, que tiveram valorização. A aquisição da Xstrata pode valer 90 bilhões de dólares epermitiria que a Vale diversificasse sua produção, baseadaprincipalmente no minério de ferro, que responde por 40 porcento do fluxo de caixa da companhia, e migrasse para metaiscomo níquel e cobre. A compra da Xstrata pela Vale --maior produtora global deminério de ferro-- criaria a maior empresa em produção deníquel do mundo. (Por Eleanor Wason em Londres e Andrei Khalip no Rio deJaneiro)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.