Andrew Cullen/Reuters
Andrew Cullen/Reuters

Valor da exportação de petróleo da Opep fica abaixo de US$ 1 tri pela 1ª vez desde 2010

Em 2014, as exportações dos países da Opep recuaram em valor para US$ 993,3 bilhões

O Estado de S. Paulo

16 de junho de 2015 | 15h27

DUBAI - O valor das exportações de petróleo dos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) recuou para abaixo de US$ 1 trilhão em 2014 pela primeira vez desde 2010, segundo o relatório anual da entidade. O dado é uma mostra do peso do colapso nos preços da commodity sobre o grupo.

As exportações dos países da Opep recuaram em valor para US$ 993,3 bilhões no ano passado, de US$ 1,112 trilhão em 2013, segundo o relatório. Os preços do petróleo recuaram abaixo de US$ 60 o barril no fim de 2014, após atingirem altas de mais de US$ 114 o barril no verão boreal passado.

O relatório ilustrou as mudanças atingindo o setor de petróleo e as 12 nações integrantes da Opep, antes de o grupo tomar a decisão histórica em novembro passado de abandonar seu papel de regulador do mercado através do corte de sua produção. Agora, os membros do grupo estão com uma produção estável, buscando cada um deles manter suas fatias de mercado.

Antes de subir para cerca de 31 milhões de barris ao dia de produção neste ano, a Opep produziu em média 30,07 milhões de barris diários em 2014, uma queda de 160 mil barris diários na comparação com um ano atrás, segundo o relatório. A cota de mercado no abastecimento global da commodity da Opep recuou para 32,6%, de 33,5% durante igual período do ano anterior.

O principal corte na produção veio da Líbia, enquanto a maior alta foi registrada no Iraque, segundo a Opep, que cita fontes secundárias como do setor de transporte, analistas e fontes da indústria.

A última vez que o valor das exportações da Opep ficou abaixo de US$ 1 trilhão foi em 2010, quando elas ficaram em cerca de US$ 745 bilhões. Os preços do petróleo então subiram e ficaram por três anos na casa dos US$ 100 o barril, impulsionando as receitas dos membros da Opep. 

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoOpepexportação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.