finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Valor da cesta básica de SP recua 0,38%, diz Procon

O valor da cesta básica apurado na cidade de São Paulo pela Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado de São Paulo (Procon-SP), órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, recuou 0,38% no período entre sexta-feira, 22, e esta quinta-feira, 28. Dos 31 produtos pesquisados, 15 apresentaram alta, 13 diminuíram de preço e três permaneceram estáveis, de acordo com a pesquisa diária realizada pelo órgão em convênio com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Nos últimos 12 meses, a alta foi de 0,99%.

CARLA ARAÚJO, Agencia Estado

28 de novembro de 2013 | 18h33

Segundo a pesquisa, o preço médio do conjunto de itens essenciais que no dia 21 era R$ 378,34 passou para R$ 376,91 neta quinta-feira. O grupo Limpeza foi o que registrou a maior queda nos preços no período, de 1,12%. O segmento de Alimentos teve redução de 0,62%. Por outro lado, o grupo Limpeza Pessoal registrou aumento nos preços de 2,77%.

Na semana, conforme o levantamento, os produtos que mais subiram foram: cebola (8,05%); batata (7,63%); absorvente aderente (7,09%); papel higiênico fino branco (6,64%), e leite em pó integral (4,49%). Já os itens que apresentaram as maiores quedas foram: margarina (-5,63%); extrato de tomate (-4%); alho (-3,94%); carne de primeira (-3,88%); sabão em pó (-3,78%).

Na análise do Procon-SP, os produtos que mais pressionaram a queda nesta semana de novembro, levando em conta os respectivos pesos na cesta, foram, nesta ordem: carne de primeira (-0,52%); carne de segunda (-0,33%); sabão em pó (-0,17%); arroz (-0,17%); feijão-carioquinha (-0,11%).

Tudo o que sabemos sobre:
Cesta básicaProcon-SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.