Valor da exportação de calçados cai 10,34%

A indústria calçadista nacional exportou 10,34% menos, em valor, nos cinco primeiros meses deste ano, do que em igual período do ano passado, segundo números divulgados pela Associação Brasileira da Indústria do Calçado (Abicalçados). As exportações caíram de US$ 667 milhões, nos cinco meses iniciais de 2001, para US$ 598 milhões, de janeiro a maio deste ano.As exportações vêm sendo menores na comparação entre meses iguais dos dois anos desde janeiro. As vendas externas de maio (US$ 115 milhões), por exemplo, foram 13% menores que a do mesmo mês de 2001 (US$ 132 milhões). Os dados divulgados pela Abicalçados, coletados na Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, são preliminares e não incluem partes de calçados. São relacionados somente produtos acabados.Heitor Klein, diretor da Abicalçados, avalia que o motivo principal da menor exportação em valores em 2002 é a queda do preço médio do par do calçado, em razão da desvalorização do real frente ao dólar, nos últimos meses. Os recentes aumentos da cotação da moeda norte-americana apenas influenciarão nos resultados de daqui a dois ou três meses, quando os pedidos feitos agora são embarcados.O presidente da Abicalçados, Elcio Jacometti, avalia que o desempenho do setor, apesar de não estar atingindo as metas iniciais da entidade, é considerado positivo, pois os volumes de pares exportados estão estáveis, ao mesmo tempo em que o nível de manutenção da mão-de-obra está equilibrado. De janeiro a abril deste ano, os exportadores enviaram ao mercado internacional 65,3 milhões de pares, um aumento de 4% sobre o quadrimestre de 2001, quando foram embarcados 62,7 milhões de pares.

Agencia Estado,

05 de junho de 2002 | 15h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.