SANDRO VOX | PAGOS
SANDRO VOX | PAGOS

Petrobrás volta a ser 2ª maior empresa do País em valor de mercado

Estatal valia R$ 211,6 bilhões na última sexta-feira, um salto de 109% em 2016, atrás apenas da Ambev

Beth Moreira, O Estado de S.Paulo

10 de outubro de 2016 | 18h49

A Petrobrás alcançou na última sexta-feira, 07, um valor de mercado de R$ 211,637 bilhões, passando a ser a segunda maior empresa de capital aberto por valor de mercado, segundo dados da Economatica. A Ambev continua na primeira colocação, com valor de mercado de R$ 308,475 bilhões.

O valor de mercado da estatal na última sexta-feira, destaca a Economatica, é R$ 27 milhões superior ao valor de mercado do Itaú Unibanco, de R$ 211,610 bilhões. O banco ocupa a terceira colocação entre as maiores empresas por valor de mercado, segundo a consultoria

A Economatica lembra que em fevereiro deste ano, a Petrobrás chegou a ser a quarta maior empresa de valor de mercado ficando atrás da Ambev, Itaú Unibanco e Bradesco. "A última vez que a Petrobrás foi a segunda maior empresa do mercado brasileiro foi no dia 18 de junho de 2015, com R$ 185,44 bilhões contra R$ 183,90 bilhões do Itaú Unibanco", destaca.

Levantamento feito pela consultoria ressalta ainda que a última vez que a Petrobrás foi a maior empresa de capital aberto por valor de mercado foi em 15 de outubro de 2014, com cifra de R$ 254,44 bilhões contra R$ 247,71 bilhões da Ambev.

No ano de 2016 até o dia 7 de outubro o valor de mercado da Petrobrás aumentou R$ 110,3 bilhões, a terceira maior valorização nominal da empresa em janela anual. "A maior valorização foi no ano de 2007 quando a empresa aumentou R$ 201,5 bilhões em valor de mercado e a segunda maior valorização foi em 2009. Porcentualmente o ano de 2016 até o dia 7 de outubro é o maior crescimento já registrado desde 2000", destaca a consultoria. Só neste ano até 7 de outubro, o valor de mercado da Petrobrás cresceu quase 109%.

A lista das maiores empresas brasileiras por valor de mercado da Economatica tem Bradesco em quarto lugar com R$ 167,554 bilhões, seguido por Vale (R$ 88,884 bilhões) e Santander Brasil (R$ 83,363 bilhões).

Tudo o que sabemos sobre:
AmbevBradescoVale

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.