Valorização do dólar pressiona cotação do açúcar em Nova York

Cenário: Ana Conceição

O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2011 | 03h08

Os preços do açúcar caíram na Bolsa de Nova York, ontem, perdendo os ganhos da véspera, numa sessão de poucos negócios. A valorização do dólar ajudou a pressionar as cotações dos produtos negociados na moeda. O contrato março recuou 0,73% para 23,32 centavos de dólar por libra-peso. O mercado passou ao largo do noticiário sobre a commodity na quarta-feira. Logo pela manhã, a China informou que suas importações de açúcar dispararam para 418,4 mil toneladas em novembro, 18 vezes mais que no mesmo período do ano passado. Depois, o grupo Canegrowers, da Austrália, estimou que a colheita de cana-de-açúcar do país deve crescer 14%, para 32 milhões de toneladas na safra 2012/13. Com isso, a Austrália, um dos maiores exportadores mundiais de açúcar, deve recuperar-se das perdas de duas safras consecutivas.

Ainda em Nova York, o contrato março do café arábica recuou 1,30%, para 219,90 centavos de dólar por libra-peso. Analistas atribuíram a queda ao fechamento de posições na bolsa por causa do final do ano. O volume de negócios caiu para menos da metade do normal. Os fundamentos do mercado, contudo, continuam positivos. Notícia da agência Dow Jones informou que a infestação de um fungo conhecido com roya em cafezais da Colômbia se agravou por causa das fortes chuvas recentes nas principais áreas de produção do país. O fungo, também chamado de ferrugem do café, ameaça a recuperação da produção cafeeira do país, o que pode manter restrita a oferta de grão de boa qualidade no mercado internacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.