Vamos cortar expectativas de crescimento, diz FMI

Fundo planeja reduzir projeção para expansão da economia global, já que a atividade se enfraqueceu desde o último relatório da instituição, que previa 3,5% de crescimento para 2012

Álvaro Campos, da Agência Estado,

20 de setembro de 2012 | 14h02

WASHINGTON - O Fundo Monetário Internacional (FMI) disse nesta quinta-feira, 20, que planeja reduzir sua projeção para o crescimento da economia global "em poucos pontos decimais", já que a atividade se enfraqueceu desde o último relatório da instituição.

"Nós estamos cortando nossas projeções para o crescimento da economia global em alguns poucos pontos decimais", comentou Hoe Ee Khor, diretor assistente do Departamento de Ásia e Pacífico do FMI, durante uma teleconferência.

No último relatório "Perspectiva Econômica Mundial", o FMI previa um crescimento de 3,5% da economia global este ano, seguido da uma expansão de 4,1% em 2013. A próxima edição desse relatório será divulgada no dia 9 de outubro.

Khor, que falou com a imprensa sobre a mais recente avaliação do FMI em relação à economia da Coreia do Sul, comentou que o Fundo está reduzindo suas projeções para o crescimento da Ásia. "Eu acho que as exportações da Coreia tem caído, assim como no resto da Ásia, e como as exportações são o principal motor do crescimento, é de se supor que o crescimento também vai cair". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
FMIECONOMIA GLOBALCRESCIMENTO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.