Varejistas apostam em melhor Dia dos Pais desde 2005

A queda do nível de desemprego e o avanço da renda devem aumentar a atividade comercial em agosto e impulsionar o faturamento do varejo no Dia dos Pais. Divulgada hoje, a Pesquisa de Expectativa Empresarial elaborada pela empresa de análise econômica Serasa Experian mostra que 55% dos 1.010 empresários consultados apostam em alta das vendas ante o ano passado, o melhor resultado da série histórica do levantamento, calculado desde 2005. Do total de entrevistados, 39% acreditam que o faturamento do varejo repetirá o patamar de 2009, enquanto 6% estão pessimistas e creem na queda das vendas. No Dia dos Pais do ano passado, em período de recuperação da economia brasileira dos desdobramentos da recessão mundial, 41% trabalhavam com aumento do faturamento ante 2008.

GUSTAVO URIBE, Agencia Estado

22 de julho de 2010 | 13h55

Os economistas da Serasa Experian creditam a alta do otimismo dos empresários ao avanço do emprego, aumento da renda e evolução do crédito no primeiro semestre deste ano. De acordo com eles, as grandes empresas puxam o otimismo dos varejistas em agosto (80%), seguidas pelas médias (60%) e pequenas (54%). Na avaliação dos economistas, a evolução do crédito, com prazos mais longos, tem animado os empresários, que parecem menos receosos com a elevação dos juros, o maior endividamento e inadimplência do consumidor. Eles observam ainda que os varejistas da Região Nordeste são os que esperam um melhor Dia dos Pais (67%). Na sequência, figuram os do Centro-Oeste (61%) e do Sudeste (55%). Os menos otimistas são os comerciantes do Norte (53%) e do Sul (50%).

A pesquisa indica também que os empresários consultados acreditam que os presentes mais vendidos neste Dia dos Pais serão os acessórios e vestuários (55%), celulares (23%), eletrônicos e perfumes (6%), entre outros. A maior parte das vendas será efetuada a prazo (51%), por meio de cartão de crédito parcelado (43%), cheque pré-datado (33%), financiamento ou crediário (16%), cartão de débito parcelado (4%) e cartão da loja parcelado (2%). As vendas à vista serão efetuadas por dinheiro (39%), cartão de crédito (25%), cartão de débito (18%), cheque (16%) e cartão da própria loja (2%). A Pesquisa de Expectativa Empresarial para o Dia dos Pais 2010 foi a campo no período de 28 de junho a 7 de julho, com 1.010 executivos do setor do comércio de todo o País.

Tudo o que sabemos sobre:
varejoconsumidorDia dos PaisSerasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.