Varejistas esperam vendas maiores nesta Páscoa

Cerca de 52% das empresas varejistas esperam um faturamento maior nesta Páscoa quando comparado às vendas da mesma data do ano passado, segundo levantamento divulgado nesta quarta-feira pela Serasa Experian. Este porcentual supera as expectativas informadas pelos empresários no ano passado, quando 49% das empresas esperavam aumento das vendas em comparação a 2010. Para este ano, 36% dos empresários projetam repetir o faturamento do ano passado, enquanto outros 12% preveem queda.

RODRIGO PETRY, Agencia Estado

28 de março de 2012 | 14h35

"De forma geral, as respostas da pesquisa mostram boa disposição das varejistas e indicam que a Páscoa 2012 já reflete as medidas de estímulo ao consumo e a redução dos juros", afirmou a Serasa, em comunicado. De acordo com a Serasa, a mesma data no ano passado aconteceu durante a vigência de medidas macroprudenciais e ciclo de elevação dos juros. "Isso fez com que o consumidor preferisse a compra dos tradicionais ovos de Páscoa, que possui várias opções de preço", complementou a nota.

Os ovos de chocolate serão o principal presente nesta Páscoa, representando 86% das vendas, estimam os empresários do comércio. Na sequência, aparecem roupas, sapatos e acessórios (3%), celulares e smartphones (2%) e eletrônicos (2%). No ano passado, os ovos de chocolate eram a preferência de 91% dos consumidores, à frente de roupas, sapatos e acessórios (4%) e celulares e smartphones (2%).

De acordo com o levantamento, 64% das varejistas preveem que os consumidores gastarão até R$ 50 este ano com presentes de Páscoa, frente a 70% das estimativas dos empresários no ano passado. Em 2012, para 24% das varejistas os gastos ficarão entre R$ 51 e R$ 100 (ante 20% de 2011). Já para 8% das empresas, os consumidores gastarão entre R$ 101 a R$ 200 este ano, ante 7% do ano passado.

O maior otimismo em relação a Páscoa deste ano encontra-se entre as varejistas de maior porte, com 73% delas prevendo aumento das vendas em relação a 2011. Entre as médias e pequenas, a estimativa de alta das vendas sobre 2011 é registrada, respectivamente, por 62% e 51% dos empresários.

Os empresários estimam ainda que 49% das compras nesta Páscoa serão realizadas com pagamento à vista e 51% a prazo. No ano passado, havia um equilíbrio, com cada modalidade representando metade das vendas.

Por regiões, a Sul é a mais otimista, com 53% das empresas estimando vendas maiores estes ano, seguida pelo Nordeste (52%), Sudeste (51%), Norte (48%) e Centro-Oeste (47%).

A pesquisa da Serasa entrevistou 1.014 empresários do varejo em todo o País, de todos os segmentos e portes, entre os dias 6 e 13 de março.

Tudo o que sabemos sobre:
varejoPáscoa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.