Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Varejistas nos EUA têm 1ª alta nas vendas em 13 meses

As lojas varejistas norte-americanas registraram o primeiro crescimento nas vendas desde agosto do ano passado. O índice de vendas da Thomson Reuters subiu 0,6% em setembro. Os relatórios de setembro mostraram que várias varejistas, incluindo Target, J.C. Penney e Khol''s, fizeram projeções de ganho otimistas. A controladora da marca Victoria''s Secret, a Limited Inc., teve seu primeiro aumento nas vendas desde agosto de 2007. O indicador considera apenas os estabelecimentos em funcionamento há mais de 12 meses.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

08 de outubro de 2009 | 12h35

No entanto, a comparação com setembro do ano passado foi facilitada por fatores como o início tardio das aulas e a fraqueza das vendas naquele mês. "Há certo sentimento da parte dos consumidores de que o pior da crise econômica já passou", afirmou Craig Rowley, diretor global para varejo da consultoria Hay Group.

As redes de vestuário para adolescentes, segmento em que os analistas esperavam constatar o pior desempenho, surpreenderam e registraram queda de 2,8% nas vendas, o que representa menos da metade do declínio esperado. Abercrombie & Fitch teve novamente o pior resultado, mas a queda de 18% nas vendas em setembro foi um pouco menor do que a prevista. American Eagle Outfitters, cujas vendas ficaram estáveis, projetou lucro igual ou acima da estimativa anterior.

As lojas de departamento também mostraram desempenho melhor. Macy''s registrou queda de 2,3% nas vendas em setembro, metade do que os analistas esperavam. J.C. Penney e Kohl''s também superaram as projeções, com declínio de 1,4% e aumento de 5,5% nas vendas, respectivamente.

O segmento com o pior desempenho foi o das lojas de preços baixos, que vinham tendo os melhores resultados no setor de varejo nos últimos meses. BJ''s Wholesale Club registrou queda de 0,5% e Costo teve alta de 1%. A loja de vestuário Gap registrou queda de 1% nas vendas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
varejovendasEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.