Varejo conta com Internet para fechar contas

A aposta das redes de varejo nas vendas pela Internet começa a dar resultados em cifras, após cerca de três anos de operação. Companhias conhecidas, como Saraiva, Pão de Açúcar e Lojas Americanas, já estão esperando linhas azuis na web para fechar as contas do fim do ano. A Americanas.com espera lucro líquido para esse ano e a Saraiva prevê geração de caixa positiva em 2002."O lucro operacional era projetado apenas para o final do ano que vem, mas já chegou a R$ 400 mil no quarto trimestre de 2001", disse o diretor financeiro da Americanas.com, Richard Lark. Um dos principais motivos apontados pelas cadeias é o ganho de escala. "As vendas pela Internet têm crescido sempre de maneira consistente", afirmou.O gerente geral de comércio eletrônico do Pão de Açúcar, Jonas Ferreira, revelou que em agosto as vendas do site Extra.com de eletroeletrônicos e informática foram as maiores da categoria, ou seja, bateram a melhor loja física do grupo nesses segmentos. Ele acredita que as vendas da rede pela Internet cresçam 50% em relação ao ano passado, mas não divulgou os números.O aumento das vendas da Saraiva.com ajudou a companhia a reduzir seu prejuízo em 45% no primeiro semestre deste ano, na comparação com igual período de 2001, para R$ 1,5 milhão. Segundo o diretor financeiro e de relações com investidores da Saraiva Livreiros Editores, João Luiz Hopp, "as vendas pela internet já são superiores às de qualquer outra loja da rede".O crescimento, segundo as empresas, está ligado a um processo de amadurecimento do consumidor. "O comércio eletrônico ainda está longe da maturação, mas tem se consolidado como uma boa opção de compra, principalmente em datas especiais, como o Natal", afirmou Ferreira, do Pão de Açúcar."O mercado está crescendo, o consumidor vem perdendo o medo e está gastando mais", completou Lark, da Americanas. A rede vem apostando nas classes de maior poder aquisitivo, oferecendo produtos que não são encontrados nas lojas. Segundo ele, a Americanas tem uma base cadastrada de 500 mil clientes que já compraram. "O ritmo de captação é de 20 mil consumidores novos todos os meses."O Pão de Açúcar aposta cada vez mais na parceria entre lojas físicas e Internet, prática adotada em larga escala por todas as redes. "Colocamos quiosques dentro das unidades para despertar o interesse pelo comércio eletrônico", disse. Na Saraiva.com, o uso da mídia eletrônica por meio de e-mail para fazer propaganda contribuiu para reduzir custos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.