Varejo da eurozona tem 1ª alta nas vendas em 7 meses

As vendas no varejo da zona do euro (16 países europeus que compartilham a moeda) subiram em abril deste ano pela primeira vez desde setembro do ano passado, em base mensal, impulsionadas pelo aumento na demanda por alimentos, bebidas e tabaco, informou hoje a agência de estatísticas da União Europeia (UE), a Eurostat.

CYNTHIA DECLOEDT E NATHÁLIA FERREIRA, Agencia Estado

04 de junho de 2009 | 08h32

Em termos de volume, as vendas cresceram 0,2% em abril ante março, mas caíram 2,3% em relação a abril do ano passado. Economistas esperavam alta mensal de 0,2% nas vendas e queda anual de 3,3%. Os números de março foram revisados para uma queda de 0,1% em base mensal e retração de 3,4% em base anual.

O consumo de alimentos e bebidas foi influenciado positivamente pelas temperaturas amenas. Segundo a Eurostat, as vendas de alimentos, bebidas e tabaco subiram 1,1% em abril ante março, na primeira elevação mensal desde setembro de 2008 e na maior desde agosto de 2005, quando as vendas no setor aumentaram 1,3%. As vendas de itens excluindo alimentos caíram 0,2%, em termos mensais, em abril.

Reino Unido

Os preços de moradias no Reino Unido subiram 2,6% em maio ante abril, no maior aumento desde outubro de 2002, mas ainda registraram queda de 16,3% na comparação com maio do ano passado, informou hoje a cedente de hipotecas Halifax. Economistas esperavam declínio de 0,6% no mês e queda de 17,2% na base anual.

Em abril, a Halifax, controlada pelo Lloyds Banking Group, disse que os preços caíram 1,7% em abril ante março e recuaram 17,7% em comparação anual. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
varejozona do euro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.