Varejo dá sinais de reaquecimento, destaca ACSP

De acordo com os indicadores do Instituto de Economia Gastão Vidigal da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), o movimento do varejo foi positivo na primeira quinzena de outubro. Esse aumento foi observado em relação ao mesmo período do ano passado, com crescimento de 9,1% no número de consultas ao Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) e de 1,9% no UseCheque da entidade. No caso da inadimplência houve um aumento de 4,0% nos registros recebidos, mas que foi compensado pelo crescimento de 4,5% no número dos registros cancelados, o que revelou estabilidade desse indicador.Para o presidente da ACSP, Guilherme Afif Domingos, o aumento das consultas aos serviços da entidade pode ser explicado, em parte, pelo fato de a quinzena ter tido um dia útil a mais que no ano passado. Segundo Afif, a fraca base de comparação, especialmente no que se refere às transações a prazo, também contribuiu para sinalizar uma lenta tendência de recuperação das vendas do varejo. Com esse resultado Afif acredita que já se pode esperar um movimento positivo do comércio no último trimestre, tendo em vista que, com a queda da inflação e por conta do reajuste salarial de importantes categorias profissionais, deverá ocorrer alguma recomposição da massa salarial, o que deverá ser complementado pela continuidade da queda das taxas de juros e por aumentos nos prazos dos crediários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.