Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Varejo de olho na expansão do Norte/Nordeste

Em outubro deste ano, o grupo JCPM deve inaugurar o seu 12.º shopping. Com investimentos de R$ 600 milhões, o RioMar Fortaleza está sendo construído desde setembro de 2012 e será o décimo shopping da empresa para o mercado nordestino.

O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2014 | 02h05

No portfólio do grupo, já estão em operação dois shoppings em Salvador, dois em Aracaju, cinco no Recife e mais dois em São Paulo (Granja Vianna e Villa-Lobos). O JCPM ainda tem planos de construir mais um centro de compras em Fortaleza.

O crescimento mais forte do mercado consumidor no Nordeste e Norte tem impulsionado novos negócios nessas regiões. No ano passado, a quantidade de shoppings no Nordeste cresceu 11%, de acordo com dados da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce). Foi o segundo melhor resultado do País.

O número de centros de compra subiu de 61 para 68. A região líder na abertura de novas unidades foi a Norte. Houve um aumento de 17% - de 18 para 21 unidades.

O Nordeste também foi destaque no faturamento, com 31% de crescimento. A média do País foi de alta de 8,6%. "Ou seja, quem puxou a média para cima foi o Nordeste", afirma Luiz Fernando Veiga, presidente da Abrasce

A força da economia nordestina também entrou no radar da Via Varejo, dona das redes Casas Bahia e Ponto Frio. A companhia deve praticamente dobrar o número de lojas na região até 2016. Até o ano passado, 56 unidades estavam em operação, e 48 deverão ser inauguradas. Neste ano, das oito novas lojas da Via Varejo abertas no País, quatro foram em Estados nordestinos, duas em Alagoas, uma no Sergipe e outra no Ceará. As demais foram em Goiás, Tocantins e Minas Gerais, com duas lojas. / L.G.G.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.