Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Varejo tem em junho pior resultado para o mês desde 2003

O crescimento das vendas no varejo no mês de junho, de 1,7% em relação a junho de 2012, foi o pior resultado para o mês desde 2003, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em sua Pesquisa Mensal de Comércio (PMC). A pesquisa mostrou ainda que as vendas no varejo subiram 3% no primeiro semestre, a menor variação desde 2005.

MÔNICA CIARELLI, Agencia Estado

14 de agosto de 2013 | 10h49

A coordenadora de Serviços e Comércio do instituto, Aleciana Gusmão, explica que o governo vem tirando os incentivos ao consumo, que ajudaram a impulsionar as vendas no ano passado, como a redução do IPI sobre veículos, móveis e eletrodomésticos. Além disso, destaca, o crescimento mais lento da renda das famílias e o menor volume de crédito também influenciaram o resultado. A inflação é outro ingrediente que tem limitado a expansão das vendas no varejo este ano.

O preço dos alimentos, segundo ela, vem alterando o hábito dos consumidores, que estão optando por produtos mais baratos ou reduzindo o total de itens comprados. O movimento fez o segmento de hipermercado e supermercado registrar perda de 0,8% na comparação com junho do ano passado.

Com esse resultado, o setor perdeu a liderança na composição do índice e passou de primeiro para último lugar, contribuindo negativamente com 24% da taxa. Quem ocupou a liderança no mês foi o segmento de combustíveis, que contribuiu com 48% na formação do indicador de vendas no varejo.

Tudo o que sabemos sobre:
IBGEvarejojunhopior resultado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.