Varig adia assembléia de credores para dia 8

A assembléia de credores da Varig foi adiada no final da manhã desta terça-feira, por falta de quorum, para o próximo dia 8. A reunião analisaria a proposta do governo de cisão da companhia aérea em duas: a doméstica, que seria colocada em leilão, e a internacional que ficaria com o passivo. A principal ausência foi o fundo de pensão Aerus. Segundo o presidente da Varig, Marcelo Bottini, o adiamento não será prejudicial para as operações da companhia.De acordo com a Varig, o adiamento da assembléia foi conseqüência do fato de a empresa ter recebido quatro propostas de compra, cujos detalhamentos ainda estão sendo finalizados. Por isso, de acordo com Bottini, alguns credores pediram prazo maior para poder analisar e comparar as ofertas. "Esse é um sinal extremamente positivo para a Varig. A multiplicidade de propostas só demonstra que a empresa é um negócio atraente, com perspectivas reais de crescimento", disse o executivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.