coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Varig assina confissão de dívida para receber US$ 20 milhões da VarigLog

A Varig assinou nesta segunda-feira um contrato de confissão de dívida com a VarigLog, como forma de viabilizar a entrada de US$ 20 milhões que sua ex-subsidiária dará como sinal pela compra da companhia aérea. Na última semana, foram ofertados US$ 500 milhões pelas operações da empresa. O contrato porém, só terá validade caso o juiz da 8ª Vara Empresarial do Rio e Janeiro, Luiz Roberto Ayoub, aprove a negociação. Os recursos têm como objetivo dar um fôlego à Varig ate a realização de um novo leilão, ainda sem data marcada. O dinheiro deve ser revertido, principalmente, ao pagamento de combustíveis e de empresas de leasing, que ?alugam? aeronaves para a companhia. Atualmente, a Varig sofre ameaça de arresto de algumas aeronaves, por conta do não pagamento de dívidasReunião A VarigLog informou que representantes da empresa estavam reunidos, por volta de meio dia desta segunda-feira, com Ayoub para discutir a proposta de US$ 500 milhões pela Varig. A juíza Márcia Cunha, que integra a comissão de juízes responsável pela recuperação da Varig, negou, no entanto, que esta reunião seria realizada.Até o final do dia, o juiz Ayoub deverá tomar alguma decisão sobre o futuro da Varig. Ayoub aguarda relatórios sobre a proposta da VarigLog, que foi analisada no final de semana pelo administrador judicial da Varig, a consultoria Deloitte, e o Ministério Público do Estado do Rio. A Justiça do Rio trabalha com três hipóteses para a Varig: a falência definitiva, a realização de um novo leilão para a companhia ou a convocação de uma assembléia de credores da Varig para trabalhar a proposta da VarigLog.CancelamentosEm meio às discussões obre o futuro da companhia aérea, a Varig já cancelou 67 vôos dos 117 que estavam programados pela empresa até às 8 horas desta segunda. Isso significa uma taxa de cancelamento de 57%. Do total, 58 vôos eram domésticos e nove internacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.