Varig encerra negociações, mas TAP mantém interesse

A Varig informou oficialmente nesta segunda-feira que encerrou as negociações de uma parceira com a portuguesa TAP por causa do pedido de recuperação judicial feito na sexta-feira. Segundo o vice-presidente da companhia aérea, Omar Carneiro da Cunha, as conversações poderão ser retomadas num futuro breve. Em Lisboa, a TAP informou que mantém o interesse numa "profunda parceria" com a Varig.No Rio, o juiz Alexander dos Santos Macedo, da 8ª Vara Empresarial, nomeou a Exato Assessoria Contábil para fazer uma perícia nas contas da Varig em 24 horas para analisar a ação de recuperação judicial.A crise na companhia aérea teve ainda um novo capítulo nesta segunda-feira: Ernesto Zanata renunciou ao cargo de presidente do conselho de curadores da Fundação Ruben Berta, controladora da empresa. Ele foi substituído pelos vice-presidente, Osvaldo Cesar Curi.O pedido de recuperação judicial, previsto na nova lei de falência, foi feito pela Varig após o ultimato dado pela International Finance Leasing Corporation (IFLC). Controlada pela AIG, a IFLC exige a devolução de 11 aeronaves Boeing por falta de pagamento. Com o recurso da recuperação judicial, a Varig tem agora 60 dias para apresentar um plano de viabilidade e 180 dias para conseguir a aprovação dos credores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.