Varig já precisa pagar tarifas aeroportuárias

O presidente da Varig, Marcelo Bottini, disse nesta quarta-feira que a publicação da decisão judicial, que derrubou a liminar que isentava a Varig de recolher diariamente as tarifas da Infraero, "faz com que a obrigação do pagamento diário, pela companhia aérea, recomece hoje". Bottini, que participará em instantes de audiência pública, na Câmara, para discutir a crise financeira da Varig, disse que a assessoria jurídica da empresa começará a tratar do assunto já nesta quarta. Ele não descartou a possibilidade de um novo recurso para restabelecer a liminar. A liminar foi concedida pela Justiça do Rio de Janeiro, em setembro do ano passado, à Varig e à TAM, em ação em que as empresas contestam a cobrança da tarifa. A liminar vigorou de setembro a 14 de março deste ano e durante esse período as empresas não pagaram as tarifas aeroportuárias. Com a queda da liminar, a TAM, segundo a Infraero, já quitou a dívida e está em dia com os pagamentos. A Varig, no entanto, deve à Infraero R$133 milhões, segundo informou ontem o presidente da estatal, José Carlos Pereira, e a pagamento diário da taxa ainda não estava sendo feito pela empresa, porque aguardava a publicação, no diário de Justiça, da derrubada da liminar, o que ocorreu na última terça-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.