coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Varig recusa proposta da Infraero para balcões de SP e Manaus

A Varig recusou nesta terça-feira a proposta da Infraero, estatal que administra 67 aeroportos do País, de perder balcões de atendimento aos passageiros em três aeroportos: Congonhas e Guarulhos, em São Paulo, e Manaus (AM). Os representantes da empresa aérea que participaram de nova rodada de negociações com a Infraero consideraram "muito drástica" a redução sugerida, principalmente nos dois aeroportos paulistas. Em Congonhas, a Varig tem hoje 16 balcões de "check-in", e a Infraero propôs uma redução para seis. Em Guarulhos, dos 54, a Varig ficaria com apenas 14.Nos demais 64 terminais da rede administrada pela Infraero, a companhia não reclamou das possíveis reduções de espaços e, por isso, o diretor de Operações da Infraero, Rogério Barzellay, considerou que "já existe um acordo" em relação à proposta de redistribuição das instalações entre as empresas aéreas interessadas. Ele frisou, no entanto, que as modificações só serão concretizadas após a Infraero chegar a um acordo com a Varig nos três aeroportos ainda restantes."Não se trata de redistribuir apenas os espaços da Varig, mas de todas as companhias, e isso primeiro terá que ser acordado operacionalmente", afirmou Barzellay, acrescentando que os contratos assinados por todas as companhias aéreas com a estatal serão reavaliados juridicamente. Depois de implementadas as mudanças, elas valerão para os próximos 30 dias, quando passarão por nova avaliação. Participaram da reunião desta terça técnicos de doze companhias, entre as nacionais e as regionais.O diretor utilizou como critérios para a elaboração da proposta a quantidade de passageiros transportados por cada empresa no mês de julho e a nova malha de vôos apresentada pela Varig à Justiça empresarial do Rio de Janeiro e à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Por esse plano, a Varig deixará de operar 148 vôos de um total de 272 que possuía.A Infraero pretende continuar negociando com a Varig em relação aos três aeroportos que faltam e, para isso, vai encaminhar oficialmente sua proposta e aguardar que, dentro dos próximos três dias, a companhia apresente sua contra proposta. No próximo dia 31 de agosto, será realizada nova reunião para discutir especificamente o caso de Manaus, onde a negociação esbarra não no número de balcões, mas na alteração de posicionamento físico das instalações. A reunião vai ocorrer na capital amazonense.

Agencia Estado,

22 de agosto de 2006 | 20h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.