Varig tem 119 vôos domésticos cancelados por inoperância

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) anunciou nesta quinta-feira, em sua página da internet, o cancelamento de 119 vôos domésticos da Varig, de um total de 270 linhas que a companhia tinha direito desde que recebeu sua homologação como empresa de transporte aéreo (certificado conhecido como Cheta), em 14 de dezembro passado.A partir desta data, a Varig tinha 30 dias para operar todos os vôos, mas o órgão regulador da aviação civil constatou que a empresa operou apenas 151. No aeroporto de Congonhas, a Varig tinha direito a 125 slots (permissões de pouso e decolagem), mas a Anac verificou que a companhia operou só 102 slots. Os 49 espaços restantes, informa a Anac, "serão espalhados em diversos aeroportos pelo País".A Varig informou que foi notificada na quinta da decisão e que ainda estava analisando o documento. Não foi confirmado se haverá alguma declaração oficial da companhia.Nos vôos internacionais, a Varig terá 180 dias, a partir da homologação, para comprovar que pode operar os vôos que tem direito. Atualmente, a Varig voa só para quatro destinos estrangeiros: Buenos Aires, Caracas, Bogotá e Frankfurt.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.